Caso Marco Feliciano: Saiba tudo que a Globo não mostrou

Patrícia Lélis, a estudante de jornalismo que ficou conhecida no Brasil inteiro, depois de ter acusado o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), de assédio e tentativa de estupro, se tornou ré no processo em que é acusada de extorquir um certa quantia em dinheiro do assessor do pastor Marco Feliciano, Talma de Oliveira Bauer.

O ministério Público (MP) acusou Patrícia Lélis do crime de denunciação caluniosa e de extorsão contra Bauer.
A justiça de São Paulo aceitou a denúncia e marcou  o interrogatório da jornalista para o mês de Maio.
Leia:Deputado Marco Feliciano renuncia liderança do PSC na Câmara
A 1ª Promotoria Criminal acredita que, Patrícia Lélis mentiu para a Polícia Civil quando disse que foi sequestrada por Bauer e  mantida em cárcere privado num hotel em São Paulo.
Na ocasião, o assessor de Marco Feliciano chegou a ser preso.

Patrícia Lélis também foi acusada de cobrar dinheiro para gravar vídeos negando a acusação de que teria sofrido assédio sexual de Feliciano.
Para evitar que Lélis fizesse a acusação, Bauer teria pago R$20 mil a Lélis.
Leia: Pastor da Assembleia de Deus de Matinhos-PR é acusado de assédio
A estudante de jornalismo acusou Marco Feliciano de tentativa de estupro.
O crime teria acontecido no apartamento dele em Brasilia, no mês de junho do ano passado.
Por ser parlamentar e ter foro privilegiado, o caso passou a ser investigado pela polícia do Distrito Federal.

Patrícia Lélis já havia sido indiciada pela polícia civil, em setembro de 2016, pedindo inclusive a sua prisão preventiva.

À época, a Justiça e o MP não concordaram com a prisão dela.
A defesa da jovem pediu a anulação do inquérito policial, mas tanto a justiça quanto o MP, negaram.

Já em 2017, vazaram áudios de Patrícia Lélis, alegando ter contato direto com o ex-ministro do Supremo Joaquim Barbosa, a ministra Carmen Lúcia e o ex- ministro Eduardo Fachin.

 

Professora muçulmana que suspendeu aluno cristão perde processo contra ele na Justiça

Um aluno cristão que foi suspenso da faculdade por discordar de sua professora muçulmana em relação à crucificação de Jesus foi processado pela mesma, mas terminou livre da ação porque a Justiça ficou do seu lado.

O atrito entre o aluno cristão Marshall Polston e a professora muçulmana Areej Zufari começou quando a docente da universidade Rollins College, na Flórida, afirmou em sala de aula que não haviam indícios históricos da crucificação de Jesus, e que os discípulos não o consideravam o Filho de Deus.

 

Andressa Urach desaba e afirma: “Eu era uma pessoa nojenta”

 

O The Noite desta quarta-feira, 05 de abril, recebe a ex-modelo e apresentadora Andressa Urach. Ela comenta passagens de seu livro “Morri para Viver”, que já vendeu mais de 500 mil cópias, e fala como a experiência de quase morte a levou a uma nova vida. Andressa comenta ainda sobre um canal no YouTube que lançou também nesta quarta, chamado “Cozinhando Com Andressa Urach”, comenta como é sua vida na nova religião e revela detalhes de seu passado.

Confira as melhores frases da entrevista:

·         Só não cortei os dedos dos pés porque o médico não deixou. (sobre procedimentos estéticos extremos)

·         Fiz mais de 18 cirurgias de emergência pra tirar o hidrogel. Cheguei no hospital entre a vida e a morte. O produto começou a inflamar dentro de mim. Meu rim parou, meu pulmão parou.

·         Não acreditava que Deus existia. Estava viciada em drogas, tive um passado sujo, vergonhoso. Pensava então que, se ele existisse, não iria me salvar

·         Pensei que iria ter paz. O inferno não existia e se, existisse, iria ter até um pagodinho lá pra eu sambar. (sobre o que pensava a respeito da morte e do inferno)

·         Vi minha alma saindo do meu corpo. Lembro de subir pra um lugar muito claro, senti uma paz e passou um filme de tudo de errado que eu fiz. (sobre a experiência de quase morte)

·         Eu disse “Deus, me perdoa, eu quero cuidar do meu filho.” (Chora ao lembrar que chamou por Deus quando percebeu que estava morrendo

·         Me senti nua diante de Deus e senti vergonha daquilo. (sobre a experiência de quase morte)

 ·         O que é mais triste é que quando eu fazia tudo errado as pessoas me aplaudiam, hoje que eu quero uma vida mais reta sou julgada.

·         Só o tempo vai mostrar se eu mudei ou não

·         “Imola”, porque todo mundo morria naquelas curvas. (sobre o nome que escolheu na época em que era garota de programa e a justificativa)

·         Cheguei a ganhar de 15 a 30 mil por programa. (sobre a época em que foi garota de programa)

·         Fui mulher de bandido, chefe de facção, ladrão de cargas, de banco. (sobre seu passado)

·         Eu fiquei de cadeira de rodas, minha perna fedia. Então não foi no amor, foi na dor. (sobre sua conversão à igreja evangélica)

·         Eu era uma pessoa nojenta, repugnante.

·         Consegui chegar até ele através de outros jogadores, na prostituição. (sobre ter ficado com Cristiano Ronaldo)

·         Eu detestava cozinhar. Comecei a fazer um curso de gastronomia desde que eu casei. Lavo, passo, faço tudo dentro de casa.

·         Até um macaco eu tinha e ele nem gostava de mim de tão ruim que eu era. (sobre seu passado)

·         Não sou evangélica. Pertenço à igreja Universal, que é uma fé inteligente.

 

A restauração da Nação só acontecerá quando a Igreja se abrir para Deus, diz pastor Hernandes Dias Lopes

Em tempos de crise econômica e social, com os malfeitos de corrupção sendo expostos diariamente, é comum ver pastores incentivando os cristãos a orarem pela cura da Nação. Entretanto, o pastor Hernandes Dias Lopes alerta que Deus não agirá na sociedade antes de terminar a restauração da Igreja. Continue lendo “A restauração da Nação só acontecerá quando a Igreja se abrir para Deus, diz pastor Hernandes Dias Lopes”

Cantora gospel Priscilla Alcântara é criticada por ir ao Lollapalooza

Priscilla Alcântara, conhecida por dividir o comando do programa Bom dia & cia ao lado de Yudi Tamashiro durante anos, se envolveu em uma polêmica nesta segunda-feira (27). A cantora gospel foi ao festival Lollapalooza e foi criticada por internautas. “Se eu aceitar a Cristo Jesus como meu Salvador eu posso ir a festas mundanas, como a cantora gospel Priscilla Alcântara vai?”, questionou um usuário. Continue lendo “Cantora gospel Priscilla Alcântara é criticada por ir ao Lollapalooza”

Nigerianos cristãos são queimados vivos pelo Boko Haram por não negar sua fé

Em um ato horrível de violência, um pai cristão e sua filha foram queimados vivos depois que terroristas islâmicos do Boko Haram atacaram sua igreja. “No dia do ataque, enquanto estávamos na igreja orando, eles invadiram e nos ordenaram a renunciar à nossa fé cristã ou então seríamos mortos”, disse John Mbah, contando sobre o dia em que seu pai e sua irmã foram assassinados nas mãos do grupo terrorista islâmico. Continue lendo “Nigerianos cristãos são queimados vivos pelo Boko Haram por não negar sua fé”